logo principal

Marcas, seus olhos estão voltados para a diversidade?

Sumário

No último artigo vimos como as marcas ganham com o Marketing de Influência. 43% da população faz compras impulsionadas por influenciadores, segundo dados da Statista e HootSuite. Neste artigo, aprofundaremos o debate, destacando a relevância da diversidade no mundo dos influenciadores e por que ir além dos números é mais do que necessário para construir uma conexão autêntica com a audiência.

Inicialmente, é importante reforçar os benefícios que os influenciadores oferecem às marcas. Além de expandir significativamente o alcance da marca, eles desempenham um papel na exposição de produtos ou serviços a uma audiência mais ampla. Mais do que isso, contribuem para a construção de credibilidade e confiança da marca, estabelecendo uma conexão mais autêntica com os consumidores.

Mas, mesmo diante de todos esses benefícios, surge a questão: por que considerar a diversidade como um ponto importante no Marketing de Influência?

A resposta é: identificação 

Do que se trata a diversidade?

De acordo com o Dicionário Online de Português, diversidade é uma característica ou estado do que é diverso, diferente, diversificado; ou uma reunião do que contém vários e distintos aspectos, características ou tipos.

Ou seja, a diversidade é a presença de uma ampla variedade de características, experiências, identidades e perspectivas em diferentes contextos sociais, comunitários, educacionais etc. Essas diferenças podem incluir (mas não se limitam a): 

  1. Diversidade Étnica e Racial: Envolve a representação de diferentes grupos étnicos e raciais, reconhecendo e valorizando as distintas heranças culturais.
  2. Diversidade de Gênero: Refere-se à inclusão de pessoas de todos os gêneros, reconhecendo não apenas homens e mulheres, mas também pessoas não binárias e de identidades de gênero diversas.
  3. Diversidade Sexual e de Orientação Sexual: Inclui a aceitação e respeito à diversidade de orientações sexuais, como heterossexualidade, homossexualidade, bissexualidade, entre outras.
  4. Diversidade de Idade: Reconhece e valoriza as contribuições de pessoas de diferentes faixas etárias, promovendo a inclusão de jovens e idosos em ambientes diversos.
  5. Diversidade de Habilidades e Capacidades: Inclui a participação e integração de pessoas com diferentes habilidades e capacidades, promovendo ambientes inclusivos para pessoas com deficiência.
  6. Diversidade Socioeconômica: Considera as diferentes origens socioeconômicas das pessoas, promovendo a igualdade de oportunidades independentemente do status econômico.
  7. Diversidade Cultural e Religiosa: Valoriza as diferentes práticas culturais e crenças religiosas, promovendo ambientes onde a pluralidade é respeitada.
  8. Diversidade de Pensamento e Experiência: Reconhece a importância de ter uma variedade de perspectivas, experiências de vida e formas de pensar para promover a inovação e a resolução criativa de problemas.

 

E por que pensar na diversidade dentro do Marketing de Influência? 

Diversificar a gama de influenciadores vai além de cumprir uma obrigação superficial; se trata de estabelecer uma identificação de verdade com a audiência. 

Se o objetivo é alcançar novos públicos, a diversidade no time de influenciadores é fundamental. Por exemplo, se a intenção é atingir mais pessoas nas regiões nordeste ou norte, por que não considerar influenciadores da região?

Ah, todo mundo é igual, não fazemos diferenciações” 

Tá. Então tá. Mas como você comunica isso?

A ausência de uma inclusão na prática pode resultar em um distanciamento involuntário da audiência, mesmo que você reafirme em palavras. A mensagem não vai chegar em uma parte segmentada porque ela pode não se enxergar ali. 

Por isso, é crucial que as marcas não apenas se vejam como inclusivas, e ache que falar sobre isso uma vez por outra basta. A comunicação dessa mensagem parte também da cultura no marketing de maneira clara e consistente. 

Inclusive, é importante pontuar que a diversidade não é apenas uma estratégia de marketing, é também um reflexo do compromisso de uma marca com a representatividade e inclusão.

Cuidado com o ‘tokenismo’

A inclusão também não deve ser confundida com uma ação esporádica: aquela que acontece uma vez aqui, outra acolá, nos meses de orgulho e conscientização. Mas um compromisso constante ao longo do ano. 

Até porque, o simples ato de incluir representantes de diferentes grupos étnicos, de gênero ou orientações sexuais em campanhas sazonais pode facilmente cair no fenômeno do tokenismo.

 

O que é isso?

Bom, é quando a diversidade é incorporada apenas para atender a uma cota ou para criar uma imagem falsa de inclusão. Essa estratégia pode resultar em efeitos negativos para a marca. 

A autenticidade é a chave para evitar o tokenismo e construir uma representação verdadeira e respeitosa.

 

Como fazer isso?

Indo além das datas marcadas no calendário e incorporando a representação diversificada em todas as campanhas e iniciativas. A verdadeira inclusão envolve compreender as experiências, desafios e triunfos das diferentes comunidades representadas.

 

Benefícios 

A inclusão da diversidade não apenas traz benefícios sociais e éticos, mas também financeiros. Por exemplo: geralmente, empresas que demonstram um compromisso real com a diversidade frequentemente desfrutam de uma reputação positiva. Isso pode criar lealdade entre os consumidores que valorizam práticas éticas, e resulta em aumento de vendas e participação de mercado.

Ao trabalhar com influenciadores diversos, que representam uma variedade de origens étnicas, identidades de gênero, orientações sexuais, etc., as marcas têm a oportunidade de atingir públicos mais amplos. Isso é uma ótima estratégia para expandir a base de consumidores e potencialmente aumentar as vendas.

Além do mais, influenciadores que genuinamente representam a diversidade trazem autenticidade às campanhas de marketing. Essa autenticidade ressoa com os consumidores, aumentando a confiança na marca e, consequentemente, a probabilidade de conversão.

Campanhas inclusivas que apresentam influenciadores diversos muitas vezes recebem uma resposta positiva, gerando engajamento nas redes sociais e, potencialmente, aumentando o retorno sobre o investimento (ROI).

Investir em estratégias de marketing de influência que abraçam a diversidade não é apenas uma escolha ética, mas também uma decisão financeiramente inteligente. Ao alinhar as práticas de marketing com os valores e expectativas da sociedade moderna, as marcas podem colher benefícios significativos, desde o aumento das vendas até a construção de uma reputação positiva que se traduz em sucesso financeiro a longo prazo.

Compatilhe!
Últimos artigos